Follow by Email

domingo, 11 de novembro de 2012

DICIONÁRIO YORUBÁ LETRA S


Motumbá meus irmãos, estamos aqui novamente dando continuidade a sequencia do DICIONÁRIO YORUBÁ. Uma contribuição de nosso amigo COLABORADOR CO-AUTOR DE NOSSO BLOG OLHOS DE OXALÁ, BABALORIXÁ EDSON DE OXUM

Hoje vamos estudar um pouco mais das palavras usadas em nosso dialeto dentro das Casas de Axé (ILÊ ASÉS) para aumentarmos e aprimorarmos ainda mais nosso VOCABULÁRIO


– convite, ferir, cortar, ano, tempo (Vd. ODÚN, KASÍ, PIPE
SA – fugir 
– arejar, catar, escolher, colher 
SÁÀ – estação, determinado espaço de tempo 
SAALARE - Título conferido ao Orisá Nanã 
SÁBE – debaixo 
SADE – aquela que gera o reino/coroa 
SÁ ERÉ - correr 
SÁFUN – evitar 
SÀGÁLAMÀSÀ – falsificar 
SÁGO - garrafão 
SAIFÈ – odiar, aborrecer, detestar (Vd. KERÍ, KÓRÍRA, ÌRÍRA
SAÌGBÀGBÓ – duvidar, desacreditar 
SAIJANÁ – absurdo 
SAÌKAKUN – ignorar, fazer pouco caso 
SAILERA – fraco (Vd. LAILAGBARA
SAILEWÀ – feio (Vd. ALAILEWÀ, LAIDARA
SAISAN - adoecer 
SÀJÉ - praticar bruxaria 
SAJU - antes 
SAKANI-ILU – estado 
SÀKI – tripa 
SÀKOSO - dirigir 
SALAÌSÍ - falecer 
SÁLO – fugir (Vd. LÁ, FOLO
SALU – ocorrer periodicamente 
SÁLUBÀTA – chinelo 
SAN – pagar, trovejar (Vd. GIDEBÍ
SÀN – fluir, estar bem, beneficiar 
SÁNÁ – acender fósforo 
SAN DÍÈ DÍÈ – prestação 
SÀNJU – melhorar de saúde 
SÁNKU – morte prematura 
SÁNLÈ – cortar a grama 
SÁNMÀ – céu, espaço 
SÁNMÒ - céu 
SANRA – ser gordo, engordar 
SANSÉ – lavar os pés (Vd. WESE
SANWÓ – pagar com dinheiro 
SAPAMÓ – escravo, esconder (Vd. PAMÓ
SAKPANAN,SAKPATÁ ou SÒNPÒNNÓN - deus da varíola, filho de Nanã criado por Yemojá. 
SARAPEBÉ - mensageiro. 
SÁRÉ – correr 
SARE – túmulo 
SÀRÍYÁ – festejar, fazer festa 
SÀRÒYÉ – discutir 
SÀRÚÙTÙ – charuto 
SÀTUNSE - emendar 
SAWO O! – veja! 
SAWORO – Artefato de palha trançada e que tem como fecho um guizo. O noviço deve tê-lo atado ao tornozelo, e portá-lo durante um largo período após a sua reclusão. Um dos símbolos cerimoniais da sujeição do iaô numa casa-de-santo. 
SE – fazer, criar, executar, produzir, ensaiar, formar, parar, quebrar 
– cozinhar, ofender, pecar 
– peneira (Vd. JÒ, ALADIRO, BÈ)
– filtrar, peneirar, fechar com força, trocar moedas 
SE ÀJÓPÍN – repartir, dividir 
SE ALAFIA NI – como vai? (Vd. BAWO NI?
SEBÈ – fazer uma sopa 
SE BÍ- fingir, achar que, pensar erradamente 
SÉBÚ – tropeçar 
SEDEEDE – ser correto com a outra pessoa 
SE EBO = fazer oferenda 
SÉÉRÉ – chocalho sagrado de Xangô 
SÈGBÉRAGA – estar orgulhoso 
SÈGBÓRAN – ser obediente 
SÉGÈGÉ – tirar a sorte. União de certas formas de adivinhação 
SÉGUN – ganhar uma guerra 
SEHIN – para trás, passar, passado (Vd. KOJÁ, IGBANÍ
SE ÌLÀJÀ – harmonizar 
SE ÌPADÉ – reunir 
SE IRANSE – servir 
SE ITÓJU – manter, tomar conta de 
SÈKÉ – mentira, falsidade (Vd. IRÓ NI, EKE, ÓKOBÓ, ELÉKÉ
SELÈ – acontecer 
SE-LÉSE – ferir 
SE-LÉSÓ - enfeitar 
SELEYÁ – zombar 
SE OORE – fazer o bem 
SE ÒRISÁ - fazer o Orixá 
SE OSU – ficar menstruada 
SÈPADE – fazer reunião 
SERANTI - comemorar 
SERANWÓ – maravilhoso 
SERE – brincar, bailar 
SÉRÉ - relaxar 
SE RERE – fazer o bem 
SÈRI - cair orvalho 
SERÚ - falsificar 
SE TÁN – acabar, estar pronto(a), terminar 
SÈTÓJÚ – conservar, cuidar de 
SÉWÓ - trocar dinheiro 
SI – abrir, furtar 
– para (preposição), e, haver 
SI – ter (verbo possuir), falar, obter (Vd. SO, NÍ WÍ, JÉRE, RIGBÁ, DÉ, FÍ
– errar 
SÌBÁTA – destruir 
SÍBÈ – para lá 
SÍBÈSÍBÈ SÙGBÓN – muito embora 
SÍBÍ - para cá, aqui 
SIBI – colher 
SÍBÍ GÍGÙN – concha 
SÍBÍ IGI – colher de pau 
SIBIKAN – junto 
SÍBO NI – para onde? 
SÍGÀ – cigarro 
SÍGBONLÈ - alto e forte 
SÌGÌDÌ – imagem de barro, mensageiro, personificação do pesadelo (está classificado hoje em dia como Exu) 
SIJU – abrir os olhos 
SIKÉ – acalentar 
SILÈ - desviar 
SILEKUN – abrir a porta 
SIMI! – silêncio! 
SIMI, SINMI – descansar, parar, ficar (Vd. KASÉ, DA-DUKO, DÁ-DÚRO, DÚRO
SÌN – adorar, cultuar, servir 
SIN – enterrar 
SÍN – espirrar 
SINIMA - cinema 
SINKÁFA – arroz 
SÌNKÚ - enterrar 
SINRÚ – trabalhar 
SINSIN - descansar 
SÍÒ! – ora essa! 
SÍRÁ – partir, levantar, mover 
SIRÉ – brincar, festa 
SIRE – Conjunto de danças cerimoniais onde ocorrem distintos ritmos, cânticos e estilos coreográficos característicos do desempenho de cada Òrìsà. 
SISARAN – velhice 
SISE - funcionar 
SISÉ – trabalhar na cozinha, mudar (Vd. ILÉ ÌDÁNÁ
SISILÉ – aberto 
SISIN – adoração, renascimento 
SÍSIN - enterro 
SISÚ – aborrecimento 
SISUN – sono (Vd. ATISUN
SÍWÁJÚ – para frente de 
SIWÓ – retirar, parar, terminar 
SIYÈMÉJÌ – duvidar, desconfiar 
– empurrar,estender, esticar, puxar, arrastar, tirar, adornar, enfeitar (Vd.
– tomar conta, teimoso, soltar gases (Vd. AIGBEJE, ÓDÍ
SO – amarrar, atirar, falar, dizer, contar, esperar, golpear (Vd. WÍ, NÍ
– descarregar 
SÓDA – atravessar 
SODE - caçar 
SÓDÉ - fora 
SODI – transformar (Vd. YÉPADA
SO DI OMNIRA – libertar 
SÓDÒ – parar, perto de 
SODÚN – festejar, fazer festa 
SÓFO – vazio (Vd. IMOFO
SOFOFO – trair (Vd. DÁ, PA
SÓ FUN - avisar 
SOGE - ser vaidoso 
SO-JI - animar 
SOJÓRÓ - tapear 
SÒKALÈ – descer, descarregar 
SOKÉ – nas, para cima 
SOKESOKÉ – muito alto 
SÒKÒTÒ – calça 
SÒKÒTÒ OBÌNRÌN – calça comprida feminina 
ÒKÒTÒ-PENPE - bermuda 
SOKÚN – chorar 
SÓKÙNKUN - escuro 
SOLOJOJO – amamentar 
SOMODÉ – jovem (Vd. OGBOBÓ, TITUN, TUTU
SÒNGÓ – Divindade iorubana do raio e do trovão. Descendente do fundador mítico da cidade de Òyò e seu 4º. rei. Seu símbolo é o machado duplo, notabilizando-se ainda como o dono da pedra-do-raio, indispensável aos seus assentamentos. É viril, como atestam suas várias esposas (Òsun, Oba, Oya), violento e guerreiro, distinguindo-se, sobretudo, pelo seu senso de justiça, aspecto mais desenvolvido da sua representação no Brasil, e que o liga a São Jerônimo, com quem é sincretizado. Suas cores são o vermelho e o branco. Seu dia é quarta-feira. Saudação – "Ká wòóo, ká biyè sí!". Um dos filhos de Iyemonja 
SONÙ – perder, perdido 
SÓ-NÙ – jogar fora 
SÒPE – ignorante (Vd. YÒPE, ALAILOGBON
SÓPE – agradecer 
SÓRÍ - sobre 
SORIKODÓ – desanimado 
SORÍKUNKUN - exigir 
SÒRÒ – falar, conversar, fofoca, feroz 
SORO – falhar, violento (Vd. BÓTI
SÓRÒ – fazer o culto (o fundamento, o ritual) 
SÒRO-LE – endurecer 
SO-SINNIKINNI – explicar 
SOSO – só 
SÒTITO – ter fé 
SU – defecar, evacuar 
– estar escuro 
– transformar em bolas 
SUBÚ – cair (pessoa) 
SÚFE – assobiar, mover 
SÚGÀ – açúcar 
SÙGBÓN – mas (preposição) 
SUJU – obscuro (Vd. JINLÉ, ÀILOKIKÍ
SÙN – dormir 
SUN – assar 
SUN EKUN – chorar 
SÚNKÌ – encolher 
SUNKUN – chorar 
SÙNLO – deitar para dormir 
SUNMO – perto 
SURÁ – espécie, tipo (Vd. IRÚ
SURÉ, SURÉFUN – abençoar, bendizer 
SÙRÙ - paciência 
SÙÚRÚ – paciência 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.