Follow by Email

quinta-feira, 19 de abril de 2012

JEFFERSON DE OGUM - MAIS UM AMIGO SATISFEITO

É muito bom e gratificante para o BLOG OLHOS DE OXALÁ ver que mais um amigo nosso viu nossas postagens e entrando em contato conosco para informações sobre as LEMBRANCINHAS DOS ORIXÁS que confeccionamos.

Estou me referindo do Jefferson de Ogum, que mora em São Paulo, na Zona Sul, no Jardim Orion. Nos solicitando para seu recolhimento agora dia 28/04, 100 unidades das lembrancinhas de OGUM ONIRÊ. ACOMPANHE CONOSCO todo o processo da confecção:


Esté é JEFFERSON DE OGUM ao lado da imagem que ele queria como lembrancinha para sua Saída de Santo. Após seu contato e fechamento de seu pedido passamos para a elaboração da sua confecção a fim de que não ficasse fora do seu desejo e que seu coração ficasse feliz em distribuir aos seus amigos um pouco do seu ORIXÁ. E após pensar bastante a lembrancinha ficou assim:


Desta forma, as coisas foram acontecendo: ele optou pela cor do bonequinho em tom café e foi ficando assim:








Desta forma, assim como ele, que entrou em contato conosco e numa semana já estava com seu pedido nas mãos. Faça como ele. É muito fácil olhe nossa página sobre LEMBRANCINHAS DOS ORIXÁS, confira os preços e entre em contato conosco. Temos a certeza que iremos chegar num denominador em comum.

OBS: LOGO MAIS TEREMOS FOTOS DAS LEMBRANCINHAS QUE ESTAMOS CONFECCIONANDO AGORA DE LOGUN-EDÉ, DE NOSSO IRMÃO ADRIANO DE MOGI DAS CRUZES. 

O ORIXÁ OGUM E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A PERSONALIDADE HUMANA


Em Yorubá Ogum significa luta, guerra. É a divindade da metalurgia, do aço, dos grandes caminhos. Orixá de grande força e poder; da manutenção da vida. Força dominadora e incontrolável, Ogum é o senhor das batalhas, dono das armas, senhor dos exércitos, da força do sangue que corre nas veias.

Elementos: Terra (o Ar e a Água são também elementos de Ogum)

Psiqué dos filhos de Ogum

Pelas próprias características deste Orixá, vemos que seus filhos são sempre pessoas valentes, destemidas, em busca de novos objetivos, novos caminhos. São pessoas perspicazes, objetivas, corajosas. Entretanto, as qualidades apontam diferenças que veremos adiante.

Ogum Xoroquê ( na Umbanda chamado de Ogum Mejê, Sete Estradas, Sete Espadas)

Meio Ogum, meio Exú, os regidos por este Orixá são de uma bravura sem igual. Dedicados e corajosos, geralmente são pessoas que se empenham para chegar a seus objetivos. Têm muito a ver com Exú e praticamente carrega quase todas as virtudes daquele. Para entender melhor o lado positivo dos filhos de Xoroquê, leia " Exú - lado positivo".

Lado Negativo

Vorazes, gananciosos e abusados, os filhos de Xoroquê não têm pena de cortar o pescoço dos seus inimigos. Não perdoam falhas, nem às suas próprias, chegando ao cúmulo de se autoflagelarem por um engano ou erro cometidos. São sábios para enredar e criar polêmicas; confusos, muitas vezes, mas agem às claras. Atacam sempre pela frente, numa avançada única e de resultado sempre positivo (para eles próprios). Daí o autocastigo quando falham. São rudes e extremamente exigentes e seu ponto preferido para o ataque é o coração. Impiedosos e malvados, não se curvam diante de ninguém. Ostentam um grande valor de poder e grandeza, mesmo que na verdade não os tenha.

Ogum Já ( Ogum com fundamento com Oxalá. Na Umbanda , Ogum matinada)

Lado Positivo

Dóceis, calmos, seguros, confiantes, os regidos por este tipo de Ogum são grandes negociantes. Amantes fiéis e dedicados à família, são também verdadeiros guardiães de seu próprio patrimônio. Geralmente bonitos, talentosos e inteligentes, os de Ogum Já são grandes amigos e possuidores de autocontrole. São pessoas de decisões rápidas e seguras e donas também de exagerado sentimentalismo

Lado Negativo

Os regidos por Ogum Já têm, invariavelmente , um péssimo defeito: usam de falsidade, porém a exercem como tática de guerra. Atacam sempre pela retaguarda do adversário, não dando chances de defesa e tirando todo proveito do elemento surpresa. São rápidos no pensamento e gostam de ver o inimigo morrer lentamente, o que dá um sentimento impiedoso ao seu caráter.

Ogum Oares ( fundamento com Oxum/Logum-Edé/Oxalá) - (na Umbanda, Ogum beira Mar, Sete Ondas e Iará)

Lado Positivo

É m tipo mais calmo. Os regidos por este Ogum são mais dóceis, mais lentos, mais emocionais, pois estão ligados à regência da água, através de Oxum e Logum Edé. Oxalá dá sua contribuição com o elemento Ar. Daí os filhos de Oares serem mais emotivos, carinhosos e atenciosos. São excelentes generais, pois estudam profundamente as estratégias. Amantes singelos, procuram sempre uma forma de agradar.

Lado Negativo

Os filhos de Ogum Oares usam táticas interessantes para chegar aos seus objetivos. Choram de forma mentirosa para enganar o inimigo. Usam de falsidade e intrigas e são mestres na arte de ludibriar. Atacam pelos flancos e são do tipo sádicos e temperamentais.

Ogum Aiaká ( ligado a Oxalá e Yemanjá. Na Umbanda, Ogum Naruê, Rompe Mato)

Lado Positivo

Corajoso acima de tudo, honesto, objetivo do tipo monarca, de muita sorte, senso de justiça, nobre, valente. Os filhos deste tipo de Ogum se esforçam para serem perfeitos em tudo o que fazem. São hábeis e inteligentes e normalmente ão de muito fácil compreensão. Capazes de dar tudo de si quando amam, pois são amantes constantes e dedicados.

Lado Negativo

Altamente perigosos, quando estão irados. São extremamente sanguinários e impiedosos. Atacam por todos os lados e exterminam o inimigo. Não são falsos, mas semeiam a discórdia, a intriga; saem de perto e quando voltam, o fazem para exterminar e reinar. São egoístas e nervosos; querem tudo rápido e bem feito. Exigentes, são capazes de destruir algo que lhes incomoda e não têm pena de ninguém. Nem de si proprios. Outras inúmeras qualidades existem, mas no cômputo geral, aqui foi colocado tipos de Oguns que representam os elementos Terra, água e Ar. o que dá um sentido amplo, às características dos filhos deste Orixá.

Biótipo

Homens: Geralmente esguios, atléticos e espadaúdos.

Mulheres: Do tipo forte, de tamanho variável.

Precauções

Os filhos de Ogum devem ficar longe de bebidas, conflitos e intrigas. Tomar cuidado com acidentes que são muito propensos.

Cores: Azul marinho, vermelho, branco e verde

Pedra Preciosa: Opala

Metal: Aço, metal ferroso.

Profissão: Militar, diplomatas, advogados, administradores.

CONHECENDO MAE NORIS DE OGUM - RS.

Motumbá meus (minhas) irmãos (ãs).

Dando continuidade as postagens referentes ao mês de Abril, que carinhosamente dedicamos ao ORIXÁ OGUM. Estou hoje vindo aqui lhes apresentar mais uma membra da nossa religiosidade, voltada a UMBANDA SAGRADA. Uma pessoa ativa e batalhadora em nossa fé no Estado do Rio Grande do Sul.

Estou falando de Mãe Noris de Ogum, conheça-a com suas próprias palavras:



Formei-me no Magistério e no Jornalismo. Convivi no meu dia a dia com pessoa ilustres tais como: Antônio Augusto Fagundes, Leonel de Moura Brizola, entre outros. Colunista Social com as colunas Gente que é Noticia e Gazeta Criança do Jornal Gazeta Regional de Camaquã, correspondente politica do Jornal Correio do Povo. Era realizada profissionalmente, todavia dentro de mim, faltava alguma coisa! Então, profissionalmente fui convocada à me fazer presente em uma festa de religião! AMOR A PRIMEIRA VISTA! Feito, encontrei o que me faltava.

Iniciei minha VIDA RELIGIOSA nas mãos de Mãe Ivani de Iemanjá, na cidade de Camaquã. Com ela, aprendi meus primeiros passos na religião africana: Através do Ifã, conheci meu PAI OGUM e com Pomba gira Rainha iniciei minha incorporação com POMBA GIRA MARIA MOLAMBO.Com sua cabocla Iemanjá conheci minha cabocla IANÇÃ DA BEIRA DA PRAIA.Com o passar dos anos, também vim trabalhar com EXÚ ZÉ PILINTRA e PRETA VELHA MARIA JOAQUINA.

No ano de 1992 fiz meu primeiro Obori para o Pai Ogum e assentei todos os meus Exús e no mesmo ano vim morar na cidade de Capão da Canoa. Abri minha casa de Umbanda e quimbanda no ano de 1994. No ano de 1997 assentei meus Orixás pelas mãos da Ialorixá Evinha de Ogum tendo como Padrinho Pai Valdecir de Oxum. No ano de 2000 assumi o governo de minha casa de Santo, Umbanda e Quimbanda com o axé de Pai Dejair de Ogum.