Follow by Email

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - A PERSONALIDADE


Personalidade 

São pessoas de extremo charme e carisma, possuindo muitos amigos e admiradores. Sentem imensa compaixão pelas pessoas que sofrem, sempre tentando ajudá-las. 

No entanto, basta ser contrariado e sua fúria aparece, muitas vezes perdendo o controle de suas ações, custando muito a acalmar-se. São perfeccionistas, querendo tudo ao seu modo. Não admitem erros por parte de outras pessoas. 

Agem por impulso, aproveitando ao máximo tudo o que a vida lhe oferece. São muito curiosos e espertos. Geralmente, quando crianças, adoram desmontar seus brinquedos para ver como são feitos. Na fase adulta, têm o dom de captar o íntimo das pessoas e, às vezes, sentem prazer em manipulá-las.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - OUTRAS CARACTERÍSTICAS


Logun-Edé é o Orixá originado do encanto, ou encantamento de Osossi e Osun. Divindade dos rios, senhor da pesca. Logun-Edé vive seis meses com o pai, Osossi, na caça e seis meses com a mãe, Osun, na água doce. Ambos ensinariam a Logun-Edé a natureza dos seus domínios. 

Logun-Edé não é um Orixá “metá-metá”, ou seja, um Orixá de dois sexos, embora divida o tempo com os pais, Logun-Edé é um Orixá masculino. Ele é a beleza em pessoa, o encanto dos jovens, o namoro, o flerte. Rege a ingenuidade do jovem, a adolescência, a beleza adolescente. 

O seu encanto está no primeiro beijo, no primeiro abraço, no primeiro carinho. Está presente no brilho do olhar, no perfume das flores e numa paisagem singela. É também o deus da arte, o príncipe do que é belo, das águas doces, da caça, da alegria. 

Logun-Edé está encantado nos pequenos animais, como o coelho, o porquinho-da-índia e os pequenos pássaros, no mato baixo, nas matas pouco densas e principalmente nos rios, sua morada predileta. 

Está ligado às artes de pintar, esculpir, escrever, dançar, cantar; como o seu pai Oxóssi e ligado ao banho, pois também é filho de Oxum, deusas das águas doces. 

Bibliografia 
LOPES, Nei. Logunedé, santo menino que velho respeita. São Paulo: Pallas.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - AS MULHERES DE LOGUN


A MULHER DE LOGUN-EDE 

É a mulher que sustenta qualquer "parada" de um homem. Ela nasceu macho dentro do corpo de uma linda mulher-menina, aparentemente auto-suficiente. Mas, na realidade ela e de disputar qualquer situação e entregar-se totalmente quando ama, demonstrando uma surpreendente possessividade e o maior ciúme que já existiu no Mundo.

Ela tem que ser bem manuseada por gostar de se sentir nas mãos de um "forte". Ela é a mulher que sempre irá dormir agarradinha ao seu homem de tal forma que, mesmo dormindo, ainda dará beijinhos em quem ama. 

Geralmente tem o corpo farto, com seios, pernas, coxas e quadris de chamar a atenção. Seus pontos fracos são a inteligência do homem, um sexo super-ativo, um beijo meloso, as festas e muita fartura. 

AFINIDADES: Com homens de Yemanjá, Oxaguian, Oxumaré, Oxalá, Oxóssi, Exu e Ogum.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - OS HOMENS DE LOGUN


O HOMEM DE LOGUN-EDE 

É um homem com detalhes especiais no campo amoroso. Aparentemente tímido, na realidade, da mesma forma que seu orixá, espreita seu alvo (pessoa) até ter certeza que sua flecha não o errará. Não gosta de ser rejeitado e por esta razão joga de forma tática e matreira na conquista. Ele é aquele homem que entra por último num "papo", depois de certificar que pode dominar o assunto. 

Por ser um caçador nato, este homem não solta sua presa e consequentemente é super-ciumento... seu amor é seu amor e pronto! 

Seus pontos fracos são a vaidade, o "estômago", o verde e um sexo "agitadinho"

Sexualmente é passivo (não gosta de dominar a situação) e gosta de ser trabalhado. Sendo que gosta de ser agarrado, apertado, beijado e mordido. Mas depois de tudo, gosta mesmo é de um carinho.
 
AFINIDADES: Com mulheres de Oxum, Ewá, Oyá, Nanã, Oxalá, Yemanjá e Oxumaré.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - CARACTERÍSTICAS DOS SEUS FILHOS


Logum-Edé é o orixá filho de Oxóssi e Oxum, essa filiação faz com que os nascidos com essa regência tenham características bem próximas a esses dois orixás, porém, num grau menor do que naqueles cujos pais são os mesmos.

Nas características de Oxum, ou seja, narcisismo, vaidade, gosto pelo luxo, sensualidade, beleza, charme, elegância. Tem também características em comum com Oxóssi, ou seja, beleza, vaidade, cautela, objetividade e segurança. 

No entanto, há características de Logun Edé que não pertencem nem a Oxum nem a Oxóssi. Na verdade, ele reúne o arquétipo de ambos, mas de forma superficial. Cauteloso, objetivo e sincero (marcas de Oxóssi), está sempre procurando ajudar alguém, seja com atos ou palavras, é sempre um ombro amigo.

A superficialidade é a marca dos filhos de Logun Edé, porque eles, ao contrário dos filhos de Oxóssi e de Oxum não têm certeza do que são nem do que querem, tornando-os superficiais e nunca tem absoluta certeza do que deseja mudando suas opiniões a cada estação. As qualidades de Oxum e de Oxóssi amenizam-se em Logun Edé, mas, em compensação, os defeitos são exacerbados. Dessa forma, os filhos de Logun Edé são extremamente soberbos arrogantes e prepotentes. 

É belo, e tem consciência disso. Vaidoso, sensual, charmoso e elegante (marcas de Oxum), transita com a mesma naturalidade nos mais diversos ambientes, vai da favela à alta sociedade, fazendo amizades com uma facilidade incrível, pois sua alegria e eterno bom astral cativam a todos.

Tem imenso interesse em aprender e viver novas experiências, no entanto está sempre agindo por impulso o que o leva a embarcar em muitas “canoas furadas”. Eterno curioso não descansa enquanto não solucionar um problema ou descobrir um segredo, nisso pode se tornar um perigo já que capta com facilidade o intimo das pessoas.

Mas algo não se pode negar: os filhos de Logun Edé são bonitos e possuem olho-de-gato, algo que atrai e repele ao mesmo tempo. São mandões, os donos da verdade, os mais belos, cujo ego não cabe em si. Melhor não lhes fazer elogios em sua presença, a não ser que queira ver sua imensa cauda de pavão abrindo-se em leque. Quando têm consciência de que conseguem controlar os seus defeitos, os filhos de Logun Edé tornam-se pessoas muito agradáveis. 

Os filhos de Logun Odé não andam! Pairam sobre o ar!

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - AS QUALIDADES OU CAMINHOS

Motumbá meus (minhas) irmãos (ãs) de nosso BLOG OLHOS DE OXALÁ

Hoje, estamos aqui, para dar andamento a toda a SEQÜÊNCIA, voltada a COLETÂNEA LOGUN-EDÉ. E como não poderia deixar de ser, este mesmo ORIXÁ ENCANTADO, tem si próprio algumas CONTRADIÇÕES, onde uma das questões é de fato a existência ou não de QUALIDADES DO ORIXÁ LOGUN-EDÉ. Lembrando que muito pouco se ensina ou se discute sobre este ORIXÁ cheio de mistérios. 


Conforme um SITE muito conhecido no mundo CANDOMBLECISTA: O CANDOMBLÉ, O MUNDO DOS ORIXÁS, o qual muito utilizado para meu próprio aprendizado e via de grandes pesquisas para meu crescimento espíritual. LOGUN-EDÉ NÃO POSSUI VARIEDADES DE QUALIDADES como os outros orixás em si. Para outros já se aprende ou se ensina que existem. Então vamos tentar fazer uma síntese sobre esta questão a fim de vermos de fato o que pode ser ou o que não pode. 

Para algumas casas o certo seria somente a existência de um filho de santo iniciado para este ORIXÁ em questão. Já para outros se ensina que podem sim existir outros desde que a diferença de iniciações seja de sete anos para cada um. 

Mas vamos ver o que nos ensina o CANDOMBLÉ, lembrando que a cada dia se aprende algo novo.



Logun Edé é único, ele é um Orixá metá, ou seja, congrega três energias: de Oxun, de Oxóssi e dele mesmo, domina o poder de mutação e transforma-se no que ele quiser, e um dos seus Orikís nos diz: 


“Ológun fihòn awo funfun lóni ni òlá Ó yióò fihón dúdú…” 

(O feiticeiro mostra a pele que desejar; se mostrar a pele clara hoje, amanhã mostrará a pele escura) 

Podemos sintetizar Logun-Edé nessas cantigas de sua roda, mostra-nos que ele não tem qualidade, ele é tão somente o rei Logun-Edé, o único soberano na cidade de Ilexá e, todos os anos, gente de toda parte da África vem para os festejos de OLògún-Edé que duram a semana inteira. 

1- Solo - Olowò! A kofá rè a kofá ré wo (rico senhor, pegaremos seu arco e flexa) 

Coro: E a kofá ijó ijó Logun o, e a kofá (vamos pegar o arco e flex e dançar para Logun) 

Solo: Ofá Lògún (arco e flexa de Logun) 

Coro: Rere a kó ofá (Bom caçador carrega o arco e flexa) 

Solo: Odé Lonan (caçador dos caminhos) 

Solo: Olorigun (chefe que sabe flexar) 

Coro: E má a kó ofá ( não nos reecuse o arco e flexa) 

2 - Coro: Ae ae odé Loko (Ae ae caçador vai para o mato) 

Solo: Odé Loko nibaiin (caçador no mato, reverenciamos) 

Coro: Odé logun labamã (caçador no mato tem sofrimento) 

3 - Coro: E, e, e, e, e, é! Logun de le kokè (Logun chegou a casa e gritou alto) 

Solo: E logun a rô a rô ( Logun faz barulho) 

Coro: Pa Logun pá Logun (mata Logun mata Logun)