Follow by Email

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - VIDEO AULA

Com grande alegria estamos partilhando um vídeo sobre LOGUN-EDÉ, através da MINISSÉRIE MÃE DE SANTO, que nos ensina perfeitamente um pouco da história do Orixá e desta forma aumentarmos ainda mais nosso conhecimento quanto a este ORIXÁ ENCANTADO, cheio de mistérios.


Sempre é bom rever estes vídeos desta mesma MINISSÉRIE, que na sua devida época, levou aos olhos de todo um público o aprendizado necessário e simples sobre realidades de nossa religiosidade, sem constrangimento e devido saber.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - MITOLOGIA


Como já disse, Logun-Edé é o filho de OXÓSSI e OXUM. Tem ele três irmãos: Ode Ifá, ligado ao ar, afilhado de Oxalá; Ode Issambô, ligado às plantas, afilhado de Ossãe; e Ode Ilê, afilhado de Exu. 

Logun-Edé sempre foi considerado como príncipe, filho de reis. Menino arisco, teimoso, levado, brincava sempre além dos limites da regência de sua mãe Oxum, que era a cachoeira. Porém, era admirado por todos, e muito querido também. 

Certo dia, o príncipe Logun-Edé, contrariando as ordens do pai e da mãe para que não brincasse perto do rio por ser perigoso, resolveu arriscar, atravessando de uma margem à outra, montando num tronco de árvore. 

Subitamente, o tronco virou e Logun-Edé foi para no fundo do rio. Mesmo sendo bom nadador, Logun não conseguia chegar à tona. 

Aflitos, e pressentindo algo de errado, Oxossi e Oxum, seus pais, resolveram ir atrás dele e chegaram até o rio. O coração de mãe não se enganou. Oxum sabia que filho estava no fundo do rio e apelou para a força de Olorun, a fim de recuperar seu primogênito. 

- Pai - disse ela – não deixe que meu filho se afogue. Eu sou a Rainha das águas doces, e não poderia perder meu filho justamente no fundo de um rio. Salve-o Pai, salve-o! 

E Oxossi também apelou ao pai Olorun: 

- Não deixe que meu filho morra, Olorun, não permita! 

E Olorun, atendendo aos pedidos do deus da caça e da deusa das cachoeiras, ergueu Logun-Edé do fundo do rio e advertiu: 

- Ai está seu filho que, por sua teimosia, quase perde a vida. De agora em diante fica Logun-Edé, filho de OXÓSSI e filho de OXUM, com a obrigação de zelar pelos rios e prover a pesca. 

E, assim, Logun-Edé passou a reinar nos rios, a cuidar deles e ajudar aos pescadores. O elemento de Logun-Edé está ligado aos pais: terra e água, dando a ele os poderes do pai e os da mãe.

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - O ENCANTO EM PESSOA


É o resultado do encanto, ou do encantamento, de Oxossi e Oxum. Divindade dos rios, Senhor da Pesca, que vive seis meses com o pai, Oxossi, na caça e seis meses, com a mãe Oxum, na água doce. Erradamente considerado como um Orixá “meta-meta”, ou seja, de dois sexos, Logun-Edé é um Orixá masculino, embora divida o tempo com os pais. 

Logun-Edé é a beleza em pessoa. O encanto dos jovens, o namorado, o flerte. Logun rege a ingenuidade do jovem, a adolescência, a beleza adolescente. Seu encanto está no primeiro beijo, no primeiro abraço, na primeira oportunidade das “mãos-dadas”, no primeiro carinho. 

Está presente no brilho do olhar, no perfume das flores, numa paisagem singela. É também o deus da arte, o principio daquilo que é belo e terno. É o príncipe das águas doces, da caça, da alegria e do jovialidade. 

Encontramos Logun-Edé num grupo de jovens, na musica que os aproxima, no conhecimento e no encontro, na alegria de viver livremente. Porém, encontramos Logun-Edé também nas intrigas, nos segredos maldosos, pois ele é capcioso, matreiro, inventivo, meio moleque. 

Mas, Logun-Edé rege fundamentalmente o carinho, o gesto meigo, o afago, pois trata-se de um Orixá extremamente dengoso, dependente, ciumento, singelo e manhoso. 

É o deus da juventude, dos estudos. Sua presença é marcante nos colégios, escolas, faculdades, enfim, em todas as instituições de ensino, onde se concentram os jovens. 

Logun-Edé é o encanto, o sorriso, o piscar de olhos, a vida jovem e ativa. 

Também está encantado no mato baixo, nas matas pouco densas e, principalmente, nos rios, sua morada predileta. 

Está ligado – como o pai, Oxossi – às artes de pintar, esculpir, escrever, dançar, cantar e a todas as atividades. Está ligado ao banho, pois também é filho de Oxum, deusa das águas doces. 

Resumindo, Logun-Edé rege o romance, o namoro, as amizades, sendo ele o responsável pelos gestos amigos e sinceros entre as pessoas. Está encantado, também, nos pequenos animais, como o coelho, o porquinho da índia e os pequeninos pássaros.

PALAVRAS DE PEDRO MANUEL T' OGUM - NOSSAS CONDOLÊNCIAS AO RIO GRANDE DO SUL


Amados (as) amigos (as) do BLOG OLHOS DE OXALÁ. Para quem é de Motumbá, meu Motumbá. Para quem é de Kolofé, meu Kolofé, para quem for de Saravá, meu Saravá.

De fato, ontem meu coração se entristeceu com o ocorrido na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Não preciso entrar em detalhes, pois temos a mídia, a Televisão, o Rádio e a Internet, meios de comunicação, que nos colocaram a par desta triste situação, ocorrida na madrugada de Domingo.

Sinto-me obrigado a deixar aqui, minhas totais condolências e meus pesares aos familiares que perderam seus filhos, sobrinhos e até amigos. Pessoas que saem para se divertir. Para interagirem entre si e viverem a sua alegria. Mas que entre eles, muitos não vão mais voltar. 

Bem sabemos, que nosso BLOG OLHOS DE OXALÁ, é voltado tanto ao público CANDOMBLECISTA, bem como UMBANDISTA. Mas jamais posso esqueçer, que entre muitos que vem aqui acompanhar nossas postagens, ou até, se interagirem como seguidores, não são desta linha de RELIGIOSIDADE. Tanto que temos seguidores CATÓLICOS, bem como temos seguidores EVANGÉLICOS. E justamente nesta hora, nos unimos aos sofrimentos de todos que infelizmente, passaram e estão passando pela tristeza destas perdas.

O que me levou ainda mais a escrever estas pequenas palavras, é o fato de que estamos agora nos dedicando a estudar um pouco mais sobre LOGUN-EDÉ. Um ORIXÁ jovem, que expande sua jovialidade a todos que o envolvem, ou que participam de seu culto, ou de presencia-lo num Xirê. Onde sua beleza é de fato inusitada. 

Motivo este, que me fez, por respeito. Sabendo que LOGUN-EDÉ é a nata da juventude. E com esta perda ocorrida em SANTA MARIA, no RIO GRANDE DO SUL, achei mais conveniente, não postar nada, nem permiti que postassem, pois tomei o dia de ontem, como uma forma de LUTO, nos deixando em SILÊNCIO VIRTUAL.

Mas aqui estamos de fato, para deixar claro, que estaremos sim, orando, pedindo a todos os ORIXÁS, que confortem estes corações entristecidos por suas perdas. E que LOGUN-EDÉ, o jovem caçador que nunca deixou de ser também um pescador, possa nos conceder o seu AXÉ.

Meus sinceros pesares, aos parentes e amigos, e que Deus lhes conceda paz e força, nesta hora tão difícil.

Pedro Manuel T'Ogum.