Follow by Email

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

COLETÂNEA LENDAS DE LOGUN-EDÉ - LOGUN, É SALVO DAS ÁGUAS


Logun Edè era filho de Oxóssi com Oxun. Era príncipe do encanto e da magia. 

Oxóssi e Oxum eram dois Orixás muito vaidosos. Orgulhosos, eles viviam às turras. A vida do casal estava insuportável e resolveram que era melhor separar. 

O filho ficaria metade do ano nas matas com Oxóssi e a outra metade com Oxun, no rio. Com isso, Logun se tornou uma criança de personalidade dupla: cresceu metade homem, metade mulher. (Mas, isto não indicava que era homossexual como muitos pregam.)

Oxun proibiu Logun Edè de brincar nas águas fundas, pois os rios eram traiçoeiros para uma criança de sua idade. Mas Logun era curioso e vaidoso como os pais. Logun nào obedecia à mãe. Um dia Logun nadou rio adentro, para bem longe da margem. 

Obá, dona do rio,para vingar-se de Oxum, com quem mantinha antigas querelas, começou a afogar Logun. Oxum ficou desesperada e pediu a Orunmilá que lhe salvasse o filho, que a amparasse no seu desespero de mãe. 

Orunmilá que sempre atendia à filha de Oxalá, retirou o príncipe das águas traiçoeiras e o trouxe de volta à terra. 

Então deu-lhe a missão de proteger os pescadores e a todos que vivessem das águas doces. 

Dizem que Oiá quem retirou Logun-Edè da água e terminou de criá-lo juntamente com Ogun. 

[ Lenda 66, do Livro Mitologia dos Orixás, de Reginaldo Prandi ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.