Follow by Email

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

DICIONÁRIO YORUBÁ LETRA E

Motumbá meus (minhas) irmãos (ãs) de nosso BLOG OLHOS DE OXALÁ

Assim como hoje pela manhã demos início a remontagem das sequencias certas das postagens de nosso BLOG, visando facilitar a leitura e compreensão de todos. Aqui estamos neste período, novamente executando o andamento das mesmas, através da  COLETÂNEA DICIONÁRIO YORUBÁ.

Agradecemos imensamente a todos que acompanham nosso BLOG pois mesmo com estas alterações o número de visitas de hoje não teve sequer uma baixa em suas estatísticas. Com isso só posso em nome de todos agradecer de fato o carinho de todos. 

Outra pessoa que carinhosamente quero de fato agradecer é meu amigo, BABALORIXÁ EDSON DE OXUM, que tão gentilmente nos contribuiu com esta coleção. Visando alcançar a todos que busquem de alguma forma conhecer um pouco mais o dialeto utilizado em muitas CASAS DE ASÉ. Nossos mais profundos muito obrigado.


E - vós

EBÁ - pirão de farinha de mandioca ou inhame 

EBADÓ – margem do rio 
EBANÁ – margem da estrada 
ÈBÁ ÒKUN – praia (Vd. ETI OKUN
EBATI – templo 
EBÉ – sociedade, sopa (Vd. OMITORO
ÈBGA – pulseira 
EGBADO – reino ao sul de Egba 
EBÍ – família (Vd. IBATAN, ARÁILÉ, ÌDÌ LÉ
ÉBI - culpa 
EBI – fome, faminto (Vd. ÓDÁ
EBI ALUBOSA – alho 
EBI KÒ PA MÍ – não tenho fome 
EBI NPA MÍ - estou com fome 
EBITÍ – armadilha 
EBO - comida feita de milho branco, especial para Oxalá. 
EBO - sacrifício ou oferenda. Termo que designa, genericamente, oferendas e sacrifícios. Usa-se também trabalho, despacho, feitiço para a limpeza do corpo espiritual, livramento de eguns e abertura de caminhos. 
EBÔMIN – Pessoa veterana no culto; título adquirido após a obrigação de sete anos. 
EBÚ – abuso 
EBU - olaria 
ÈBUN – presente 
ÈBÚTE, ÈBÚTÉ OKÒ – cais, porto (Vd. OJÚ OMI
EDÁ – natural (Vd. ÁDAMO, ÀDANIDÁ, ÌWA ÈDÁ
ÈDÁ – ser humano (Vd. ÈNIA
EDÁ-ELEMI – reino animal 
EDÁ-EWEKO – reino vegetal 
E DÁKE! – silêncio! 
ÈDÁN ÀRÁ – pedra de raio, sagrada à Xangô 
EDÉ - camarão 
ÈDÈ – linguagem, idioma, dialeto 
ÈDEÀIYÉDÈ – desentendimento, atrito 
EDÉ NLÁ - lagosta 
EDE POTOKI – falar Português 
EDINFIN – mosquito (Vd. KANTÍKANTÍ
ÈDÒ, EDOKI – fígado 
ÈDÒFÓRÓ – pulmão (Vd. ODOFORÓ, FÚKUFÚKÙ
EDU - carvão 
EDUN - mico 
EDÙ - machado 
EDUN - nome próprio, machado 
EDUN AARÁ – raio (Vd. MÀNAMANÁ, AARÁ
ÈDÙN ARÁ - meteorito 
EEBI – vomitar, empurrar (Vd.
ÉÈDI – encantar, feitiço 
EEDOGBÓN – vinte e cinco 
EEDOGUN - quinze 
EEGUN – osso, antepassado, esqueleto (Vd. EGUNGUN
EEGUN ÀYA – osso do peito 
EEGUN ÌHÀ – costelas 
ÈÈKÁNNÁ – unha (Vd. ÈKÁNÁ, ISÓ
EERIN - quatro 
EESAN – nove (numeral) 
EESE - porque 

ÈÈWÒ – (em português chama-se Quizila) Interdito ritual; o mesmo que èèwò. Na liturgia dos candomblés há um ciclo cerimonial, onde se realiza o rompimento dos tabus que circundam o noviço durante a iniciação, conhecido como quebra-de-quizila. Dele fazem parte o panán e a quitanda-de-iaô. 
ÈFÀ – seis (numeral) 
EFEFE JEJE – brisa (Vd. AFEFEJEJE
EFÍ – fumaça 
EFIN – fumo (Vd. ITÀBA, FIFA
ÈFO – verdura (Vd. ÀIPON
EFÒN - búfalo 
ÈFÓRÍ – dor de cabeça 
ÈFÓ TÈTÈ – espinafre 
ÈFUFU LILE, EFUFU NLÁ – tempestade (Vd. ÓJÍ) 
EFUN – Nome dado à argila branca com que são pintados os neófitos. Essa pintura corresponde ao que se chama de "mão-de-efun". Como sinônimo de efun ocorre, também, afin. 
EFUN ÌKÒWÉ – giz, lápis 
EGÀN – mata fechada (Vd. IGBÓ
ÈGBÀ – bracelete (Vd. KEREWÚ
EGBÁ – mangueira 
ÈGBÀ – paralisia 
E GBA MI O! – socorro! 
ÈGBÉ– lado (Vd. NI
EGBÈ – coro 
EGBÉ – sociedade, comunidade de pessoas com o mesmo propósito 
ÉGBÉÉ – amuleto de proteção para o Orixá Ogun 
EGBÉRE – fada, espírito (Vd. KUREKERÈ, ALÙJONNÚ, ÀRONI, IWIN
EGBO - milho cozido 
ÈGBO – ferida, úlcera 
ÈGBÓN OBINRIN - irmã mais velha 
ÈGBÓN OKÙNRIN – irmão mais velho 
ÈGDÉ – sociedade 
EGÉ-ETÁ – farinha de mandioca (Vd. ETAGARI, IYÈFUN
ÈGÉ – mandioca, aipim 
ÈGIGBO – cidade da Nigéria (Vd. IRÈ
EGÚN – Nome genérico dos espíritos dos mortos, esqueleto (Vd. ÓKÚ
EGUN – maldição 
EGUN APÀ – osso do braço 
EGUN E - pessoas importantes do culto 
EGUN-EHIN – osso das costas (ÈHIN
EGÚNGÚN – Espíritos dos ancestrais, cultuados especialmente em terreiros situados na Ilha de Itaparica, na Bahia. 
EGUNGUN – ossos (Vd. EEGUN
EGUN-ITAN – osso da coxa 
EGURÉ – cidade (Vd. ÌLÚ
ÈGÚSÍ - melão 
EHÍN - dente (Vd. EYÍN) 
ÈHIN – costas, atrás 
EHINKUNLÉ – quintal (Vd. IKARÁ, KA
EHIN-ODE - exterior 
EHORO – coelho (Vd. AGORO
EIE, EIYELÉ - pombo 
ÈIYÀ – ave, pássaro 
EIYE ÀKÀLÀ – urubu (Vd. GÚNNUGÚN, IGÚN
EIYE AYÉKÒTÍTÓ – papagaio (Vd. ODIDE, ÓDE
EIYE IGÚN – águia 
EIYELÉ – pombo (Vd. ERUKUKÚ, AYIELÈ
EIYE ÒGÒNGÒ - avestruz 
EIYE OKÍN - pavão 
EJA - peixe 
EJA GBÍGBÉ – bacalhau 
EJANU – paixão 
EJA ODÒ – peixe de rio 
EJA ÒKUN – peixe de mar 
EJA TI KÒ NIÍ ÍPÉ – peixe de pele 
ÈJÈ – sangue 
EJE – 7 (algarismo) 
ÈJÈ-ERANKO – sangue animal 
E JÉKALO! – vamos! (vd. KALO
ÈJÌ – dois (numeral) 
EJI - chuva 
ÈJIGBO – cidade da Nigéria 
ÈJÌKÁ - ombro - em referência a fazer "yìnká" 
EJIKA - sadio 
ÈJÌLÀ – doze (numeral) 
EJILAEBORÁ - nome que se dá às doze qualidades de Sangô 
EJIONILÉ - nome de um Odu, jogo do orixá ifá 
EJIRÉ – gêmeos (Vd. ÌBEJÌ
EJÒ – cobra 
EJÓ – processo judicial 
ÈJÓ - problema (Vd. IJOGBON
ÈJO – oito (numeral) 
E KÁÀÁRÒ – bom dia (Vd. KARÒ, O KO-ARO, EKARÒ
EKÁÀBÓ O! – sejam bem vindos! 
E KÁASALÉ, E KÁALÉ – boa noite (entre 18 e 19 h) (Vd. O DARÒ, O KÚ-ALÈ
E KÁÀSÁN – boa tarde (Vd. E KÚUROLE
EKÀ IGI - galho de árvore 
ÉKAN - pingo 
ÈKÁNÁ – unha (Vd. ÈÈKÁNNÁ, ISÓ
ÉKAN-OJÓ – pingo de chuva 
EKARÒ – bom dia (Vd. KARÒ O, O KO-ARO, E KÀÁRÒ
EKE – mentira, falsidade (Vd. SÈKÉ, IRÓ NI, ÓKOBÓ
ÈKÉ – pessoa mentirosa, fraudulenta, falsa 
ÈKE – bochecha 
EKEJÍ – segundo (número ordinal) 
EKÉJÌ – Cargo honorífico circunscrito às mulheres que servem os òrìsà sem, entretanto, serem por eles possuídas. É o equivalente feminino de ogã: Também seria interessante abordar a etimologia da palavra "Ëkëdi". Em Yorùbá é Ekéjì (Aquele (a) que está em segundo lugar)
EKÉJÌ ORISA – “próximo aos deuses” 
EKÉWA - décimo 
EKINI – primeiro (número ordinal) (Vd. ÀKÓKÓ
ÈKÍNÍ – um ou outro 
EKITI – tribo que forma uma confederação a nordeste de Ode de Jebú 
EKÓ - comida feita com milho branco ; acassá (milho branco moído e cozido a vapor. 
EKO - Lagos. Capital da Nigéria 
ÈKÓ – lição, aula, educação 
ÈKO WÀRÀ – queijo 
EKU – rato, preá (Vd. ÈKUTÉ) 
EKÚ, EKÚN – espada (Vd. IDÀ
EKU-EMÓ – porquinho da índia, preá 
EKÙN – tigre, leoa, leopardo 
ÉKUN - joelho (Vd. ORUNKUN
ÉKÚN – choro 
EKUNWÓ – um punhado 
EKURÁ - tubarão 
ÈKUTÉ – rato, preá (Vd. EKU
E KÚUROLÉ – boa tarde (entre 17 e 18 h) (Vd. E KÁÀSÁN
ELEBÓ - aquele que faz o sacrifício. 
ÈLÉDÀ ou ELÉEDA – criador, orixá, guia, criador da pessoa (qualificação para Olorun 
ELÉDÉ – porco (Vd. AKO ELEDE
ELÉDÈ EGÀN – javali (Vd. ÌMADO) 
ELÉEBO – Aquele em nome do qual se faz o sacrifício ou oferenda. 
ELÉÈÉMÍ – dono da vida (atribuíndo-se à Olorun) 
ELEGBA – deus fálico (falo = pênis) ou ELEGBARA que significa “ele que agarra” (eni + gba e bara de Obara “deus da fricção”
ELÉGBÁRA - Èsú, Elégba ou ainda Légba, seriam os nomes pelos quais é conhecido este poderoso Orixá, o primeiro criado por Obatalá e Oduduwa, tendo Ogun como irmão mais novo. 
ELEGBOGI – médico (Vd. ONISÉGUN
ELEGEDÉ – abóbora 
ELEGUGU – jacaré, crocodilo (Vd. ÒNI, ALÉGBÀ, ALEGUGU
ELEJO – falador 
ELÉKÉ – mentiroso, falso (Vd., IRÓ NI, EKE, ÓKOBÓ, SÈKÉ
ÉLEKO - sociedade secreta 
ELEMAXÓ - título de um sacerdote no culto de Oxalá. 
ELEMI – um homem vivo (Vd. TIYÉ, ALAYE) (qualificação para Olorun que quer dizer um homem vivo literalmente “Ele que possui respiração)
ELÉNÀ - aranha 
ELÉNGÀ – gafanhoto (Vd. ESUFÉ
ÈLÉ OWÓ - juros 
ELÉRAN – açougueiro 
ELERE – bailarino 
ELERE-IJE – atleta 
ELERI - testemunha 
ELERIN - um dos Obá da esquerda de Xangô. 
ELÉRO, ELELÓ – engenheiro 
ELÉRÒ – pacificador (Vd. LAJA
ELERÚ – cinza (Vd. ERÙ
ELERUPE – terrestre 
ELESÉ - lacaio 
ELESSÉ - que está aos pés, seguidor 
ELÉSÙ – pessoa que adora Exu 
ELETULOJU – fértil 
ELÉYI – este (a), esse (a), isto (Vd. ÈYÍ
ELÌKAN - ninguém 
ELIPÁ UM – forçar, imprimir força 
ELO – moinho, vaso (Vd. OLÓ
ELÓ – quanto (Vd. MELO?) 
ELÒMÌRÀN – um outro 
ÈLÓ NI – quanto? (Vd. ELÓ, MELO?
ÉLÚ – anil 
ELU - estranho 
ELÙBO – farinha (Vd. GARÌ, IYÈFUN
ELUSU – esposa de Olokun também chamada de Olukun-su 
ÈMI– eu (Vd. MI, MO
ÈMI – eu sou (Vd.
ÈMÍ – espírito 
È MI – vida, alma humana (Vd. IRIN
ÈMÍ WÀ – estou presente 
EMU – vinho de palmeira 
ENI – uma pessoa ou um quem (Vd. ENITÍ
ENI – Nome dado à esteira de palha utilizada pelos neófitos, sobretudo durante o período de reclusão. É empregada como "mesa", "cama" e "tapete" em distintos Ritos. No candomblé é usual a expressão "irmãos-de-esteira" para designar o conjunto de neófitos reclusos ao mesmo tempo, e que eventualmente tenham partilhado esse artefato simbólico na liturgia da iniciação. (Vd. DESISA
ÈNIA – ser humano (Vd. ÈDÁ
ÈNIA BURÚ – pessoa má 
ENIA DÚDÚ – pessoa negra 
ENI-DURU – título atribuído à Oko (a palavra significa “personagem ereto (referindo-se ao pênis) 
ENIKAN – uma pessoa, alguém 
ENIKÉJÍ – amigo, sócio 
ENIKENKEN, ENIKÉNI – ninguém, qualquer um 
ÈNÍKÉYÌÍ - nenhum 
ENIKOSILÉ – imortal 
ENIKÓSILÉ – mau caráter 
ENINI – orvalho (Vd. ÌRÌ
ENÌNÍ - inimigo 
ENITÍ – quem (Vd. ENI
ENU – abertura, boca 
ENYIN – você, vocês (Vd. IWO, ÈYIN
ÈPÀ - amendoim 
EPA – burro 
ÈPÈ - praga 
EPELE O! - oi 
EPO - azeite, óleo, pele (Vd. ORORÓ
EPO DÍDÙN – azeite doce 
EPÒN – testículo (Vd. ÉRÍ
EPO PÚPÀ – azeite de dendê 
EPOYINBO - querosene 
ERAN – carne 
ERA - formiga (Vd. ERUN) 
ERAN ÀYIA – carne de peito 
ERAN DÍNDÍN – carne fria 
ERAN EJA – carne de peixe 
ERAN GBÍGBÉ – carne seca 
ERANKO - animal 
ERANKO ELÉSÈMÉJÍ – animal de 2 patas 
ERANKO ELÉSÈMÉRIN – animal de 4 patas 
ERANKO OLORUN – gambá 
ERANLÁ – boi, vaca (Vd. AKO MÀLÚÙ, MALÚ,ABO MÀLÚÙ
ERAN MALU – carne de boi 
ERAN ÒRÙN – carne do pescoço 
ERAN-PÍPA - gado 
ERAN TÚTÙ – carne fresca 
ERAPO – aldeia situada entre Lagos e Badagry onde há um templo de Ibeji 
ERÉ – Termo que caracteriza um estágio de transe atribuído a um espírito-criança. 
ERE - as esculturas do orixá beji (dos gêmeos), cincretizadas com Cosme e Damião 
ERÉ – brincadeira, ópera (Vd. ATÉ, IRE, IDARAYÀ
ÈRE – estátua 
ÈRÈ – lucro (Vd. IJERÉ
ERÈ – lama, jibóia (Vd. ÓJOLÁ
ERE ÀGBELEBU JÈSÙ – crucifixo 
ERÉ-ALAWÒRÁN – cinema (Vd. ILÉ IWORAN) 
ERÈÉ – feijão cru 
ÈRÈÉ FÚNFÚN – feijão branco cru 
ERÈÉ TIRO – feijão fradinho 
ERE-ÌBÍLÈ - folclore 
ÈREKÉ – face 
ERÉKÙSÙ - ilha 
ERÉMI – alto mar 
ERE TÚTÙ - vagem 
ERÍ - cinza (cor) (Vd. ERÚ
ERI – prova 
ERÍ – testemunha (Vd. JERÍ, FOWOSOYA
ÉRÍ – testículo (Vd. EPÒN
ERÌGÌ EHÍN - gengivas 
ERÍKO – bambu 
ERÍKO-OPÁ – bambuzal 
ERIN – elefante (Vd. ÀJANAKÚ
ERINKÁ – milho na espiga 
ERINLÈ – Qualidade de Oxossi (Vd. Inlè
ERIN OMI – hipopótamo 
ERÍ OKÁN - consciência 
ÈRO – arte, chuveiro, torneira (Vd. OMI GBÓNÁ
ÈRÒ – pensamento, opinião (Vd. IRO
ÈRO ÌFOSO – máquina de lavar roupas ÈRO IKÒWÉ KÉKERÉ – máquina de escrever 
ÈRO ILOTA – liquidificador 
ERO-ÌPONMI, ÈRÓ-OMI – bica, torneira 
EROKERÓ – maus pensamentos 
ÈRÒ-ÓKÒ – passageiro 
ÈRO OMI GBÓNÁ – torneira de água quente 
ÈRO OMI TÚTÙ – torneira de água fria 
ÈRO RANSO – máquina de costura 
ERÚ – escravo, esconder, cinzas, engano, fraude, escrever (Vd. ETAN, IREJE, ÌYÀNJE
ERU – carrego, pavor, traição (Vd. OMNÚ
ERÚ – compra 
ÈRÙ BÀ MI – estar com medo 
ERÙBIRIN - escrava 
ÈRÚBO – compromisso de fazer uma oferenda aos Orixás 
ERÚKÉRÉ - emblema feito com cabelo de animais, usado por Oxossi 
ERÚESIM- rabo de cavalo , emblema usado por Oyá 
ERUKUKÚ – pombo (Vd., EIYELÉ, AYIELÈ
ERUN – formiga (Vd. ERA
ÈRUN – estação das secas 
ÉRÙPÈ – areia, solo 
ERUPE - sujo 
ÈSAN – vingança, desforra (Vd. OWUN, IGBÈSAN
ESÉ – fila 
ESÈ – pata, pé, perna 
ÈSÉ - punho ÉSE – pecado, ofensa 
ESÈ DÙN – dor nos pés 
ESI – acidente 
ÈSÌ - resposta 
ESIN – cavalo 
ÉSIN – lança (Vd. ÓKÓ
ÈSIN – religião 
ESINSIN – mosca (Vd. KOKORÓ
ÈSÍ ODÚN KOJÁ – ano passado 
ÈSO IGI ÌYEYÈ – ameixa 
ESÓ – doença de pele 
ÈSÓ – fruta 
ÈSO ÀJÀRÀ - uva 
ESOKAN - maçã 
ESO-ORÓRO – azeitona 
ÈSO PIA - abacate 
ÈSO PIÀ - pera 
ESSA – Espíritos de ancestrais ilustres do candomblé. 
ÈSÙ – Primogênito da criação. Também conhecido como Elégbára (jeje) é popularmente referido como compadre ou homem-da-rua. Suscetível, irritadiço, violento, malicioso, vaidoso e grosseiro. Dizem que provoca as calamidades públicas e privadas, os desentendimentos e as brigas. Mensageiro dos òrìsàs e portador das oferendas. Guardião dos mercados, templos, casas e cidades. Ensinou aos homens a arte divinatória. Costuma-se sincretizá-lo com o diabo. Ocorre tanto em representações masculinas como femininas. Nas casas angola é Bombogira; nas casas angola-congo é (Exúlonã). Na umbanda tem múltipla personagens, entre elas, Pomba-gira. Suas cores são o vermelho e o preto. Saudação – "Laaróyè!". A Igreja associa Exu à figura do diabo. 
ESUFÉ – gafanhoto (Vd. ELÉNGÀ) 
ÈSÙN – acusação, dado 
ESUN – assado 
ETA – três (numeral) 
ETAGARI – farinha de mandioca (Vd. EGÉ-ETÁ) 
ÉTALA – treze (numeral) 
ÈTÀN – engano, fraude, falsidade (Vd. ERÚ, IREJE, ÌYÀNJE, YOBÁ, IRÓPIPÁ
ETANAN – faísca 
ÈTÉ – desgraça, vergonha, lepra (Vd. IPARUN, ÁDEBA, ALE, ÌTÌJÚ
ÈTÈ - lábios 
ETI – ouvido, orelha (Vd. GBIMORAN
ETÍDÒ – litoral, costa 
E TÌNRIN – ébano (Vd. IGI-DUDU
ETI OKUN – praia (Vd. ÈBÁ ÒKUN
ETO – programa, deveres 
ÈTÒ - processo 
ETU - galinha d’angola, um pó mágico (Vd. KOKEN
ETUFU – tocha (Vd. OTUFU) 
ETUTU - vila, lugarejo 
EUÁ - nome de um orixá 
ÈWÁ – feijão cozido (Vd. OTILI AWUJE
ÈWÀ – dez (numeral) 
EWÁ – bonito (ter beleza) (Vd. DÁDA
ÈWÀ AWUJE – feijão branco grande 
ÈWÀ DÚDÚ – feijão preto (Vd. OTILI DÚDÚ
ÈWÀ FÚNFÚN – feijão branco cozido 
EWA TUTU - ervilha 
EWÉ (EWEKO) - folha (vegetal) 
EWE – feijão mulatinho 
ÈWE – criança, juventude 
EWE ASE - folha de árvore 
EWEBÉ, EWÉ EGBÒGI, EWÉKO – planta, erva 
EWEDÓ – planta aquática 
EWEKO – planeta (Vd. IRAWO TI NYI OÒRÙN KA, ODÁN
EWÉKO – planta, erva 
EWE TUTU – repolho 
ÉWIRI - fole 
EWÓ – absurdo , proibido 
ÈWO – qual? 
ÈWÒN – corrente, prisão 
ÈWÙ – camisa, blusa (Vd. AGABDÁ, ASO) 
ÉWÚ – ornamento (Vd. OHUN-OSÓ
EWÚ – cabelo grisalho, sinal de dignidade 
EWU – perigo 
ÈWÙ OBINRIN – blusa de mulher 
ÈWÚRE – cabra 
EWURO – amargo 
EWURU – amargo, alçapão 
ÉWURUKU - casulo 
EYA - tribo 
EYÀ-ARÀ – asa, braços (Vd. APÀ, ÓSI) 
ÉYE – mérito 
ÉYÉ - parada 
ÈYÍ – este(a), esse (a), isto (Vd. ELÉYI
ÈYIN– você (Vd. ENYN, IWO
EYIN – ovo 
EYÍN – dente (Vd. EHÍN
EYINJÚ – globo ocular 
ÉYINKOLÓ, ÉRINKOLÓ – lava vulcânica 
EYO – concha (Vd. IKARAHUN, KARAHUN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.