Follow by Email

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

PALAVRAS DE PEDRO MANUEL T' OGUM - OXUM

Motumbá meus (minhas) amados (amadas) amigos (as) do BLOG OLHOS DE OXALÁ. Boa Tarde!!

Com grande alegria, após fazer alguns afazeres aqui de casa, venho de coração alegre, partilhar minha alegria de ver que a cada dia este meio de comunicação tem sido não somente visitado por muitos aqui do meu Brasil amado, mas por muitos que nunca minha mente chegou a imaginar alcançar.

Tantos povos, culturas, raças, educações, realidades economicas, literalmente diferentes. E para minha maior alegria é não somente ver as visualizações que o BLOG em si tem levado diariamente. Mas ver que muitos já chegam aqui e vão dando seu ponto de vista, comentando. Até copiando algumas de minhas postagens, palavras. Mas o que mais me importa é fazer a beleza de nossa RELIGIOSIDADE, seja ela do CANDOMBLÉ, como da UMBANDA SAGRADA, a toda criatura.

Não é somente fazer chegar às grandes distâncias, mas saber que tentamos ser apenas um GRÃO DE MOSTARDA para apresentar o que é certo e não meramente colocar por colocar, ou ainda ser abusados ao ponto de apresentar os SEGREDOS DE NOSSA FÉ. No dia em que eu permitir isto, podem literalmente me chamar de louco. Pois SEGREDOS, se vivem, se aprendem com a mão na massa. Na convivência e não meramente num simples pedaço de papel que com o tempo amarela.

Mas minha alegria maior é ver que países estão conhecendo a beleza do que vem a ser nossa RELIGIOSIDADE. Países de tradição, onde tudo se iníciou e claro o povo brasileiro adaptou conforme a sua realidade. E para minha surpresa muitos de origem africana se comunicando via e-mail, partilhando o que de fato acontece dentro da RELIGIOSIDADE lá nas suas origens. Isto não somente é um presente divino, mas uma grande graça alcançada que vale mais que 1000 sorrisos. Mas acima de tudo ver que sem temor, arrisquei em tirar várias postagens antigas. Correndo o risco de muitos aqui deixarem de acompanhar o BLOG  e ver hoje que as visualizações dobraram.

Também é satisfatório ver que a exclusão de determinadas pessoas tidas com bons olhos por minha pessoa da EQUIPE DOS CO-AUTORES, não afetou o andamento do BLOG quanto as visitações. Mas ao contrário, ainda fez crescer mais e mais.

Com isto já estamos nos aproximando do final das postagens referentes à ORIXÁ OXUM, SENHORA DAS ÁGUAS DOCES, bem como, SENHORA DO RONKÓ. Onde por seu útero todos os ORIXÁS se fazem presentes em nosso redor, nos abençoando com seu AXÉ.

Mas ainda muita coisa temos de postar, como: COMIDAS, PONTOS, A VISÃO DA UMBANDA SOBRE OXUM. O próprio desenvolvimento mediúnico dentro da UMBANDA SAGRADA, que também possui um elo muito forte desta ORIXÁ, que é mãe assim como YEMANJÁ, senhora de todas as cabeças.

Assim sendo, vamos nos preparando para os últimos dias em que iremos ver aqui referidas à OXUM, pois logo íremos dar andamento de acordo com as postagens antigas, na seqüência, falando sobre LOGUN-EDÉ. E por ai nosso BLOG vai caminhando. 

Abaixo, aproveito o espaço para postar um breve resumo que fala de OXUM, para podermos todos recapitular de fato quem vem a ser esta grande ORIXÁ das ÁGUAS DOCES - OXUM.

Oxum 


Genitora por excelência, ligada particularmente à procriação. Deusa das águas doces, reina sobre os rios, também divindade do ouro e dos metais amarelos. Coquete e vaidosa, foi segunda esposa de Xangô, tendo vivido anteriormente com Ogun, Orunmilá e Oxóssi. 

Maternal, carinhosa e muito afeita às crianças, amante da beleza e do adorno. Também é chamada de Iyálòóde, título conferido à pessoa que ocupa o lugar mais importante entre todas as mulheres da cidade. 

Seus axés são pedras do fundo do rio Oxum, jóias de cobre, no Brasil, pedras de rio e adornos de metal amarelo. Sua cor e contas, é amarelo-ouro, sua saudação: Ore Yèyé o!!!, chamemos a benevolência da mãe!!! 

Dia da Semana: Sábado 

Cores: amarelo ouro 

Comida: feijão fradinho com cebola e camarão (omolocum) 

Saudação: Ieu, Orixá Firemam, Axé! 

Domínio: água doce, rios, cachoeiras Deusa dos rios. 

Oxum carrega consigo predicados de beleza, riquesa e a capacidade de projeção social. É uma ninfa da cultura yorubana, cidade Oshogbo, na Nigéria, está localizada às margens do rio Oxum. Ela é a dona do ovo, a maior célula viva. Na cultura Gêge-Vodú é conhecida como Aziri Tobossi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.