Follow by Email

terça-feira, 27 de novembro de 2012

COLETÂNEA OXÓSSI NA UMBANDA - DIVERSAS INFORMAÇÕES SOBRE A LINHA DOS BOIADEIROS


Muita coisa temos de aprender sobre estas linhas de trabalho que atinge a energia de OXÓSSI, seja ela pelos CABOCLOS como também pelos BOIADEIROS

Desta forma, já vamos anunciando o que estamos preparando para a segunda parte desta COLETÂNEA OXÓSSI NA UMBANDA, onde ainda iremos futuramente abordar este tema buscando de forma mais aprofundada poder partilhar mais alguns conhecimentos interessantes a fim de que possamos ter ainda mais condições para atuar com esta linha energética.

Nomes simbólicos: Boiadeiro da Serra da Estrela, Zé do Laço, Zé das Campinas, João Boiadeiro, Boiadeiro da Jurema, Boiadeiro do Lajedo, Boiadeiro do Rio, Carreiro, Boiadeiro do Ingá, Boiadeiro de Imbaúba, Boiadeiro Chapéu de Couro, Boiadeiro Juremá, Zé Mineiro, Boiadeiro do Chapadão. 

Dia da semana: A terça-feira, associada a Marte e aos Orixás Ogum e Yansã. 

Algumas Casas lhes dedicam a quinta-feira, na regência do planeta Júpiter, este associado aos Orixás Xangô e Egunitá, por entenderem que os Boiadeiros são regidos pelos Orixás Ogum, Yansã e Egunitá. Considerando que há uma grande ligação entre os campos da Lei e da Justiça Divinas, essa interpretação tem lá seus fundamentos. 

Campo de atuação: Recolhem os espíritos que se desviaram perante a Lei Divina e agem de forma desequilibrada em qualquer dos Sentidos da Vida; combatem os espíritos trevosos e as magias negativas; promovem uma limpeza profunda em nosso campo magnético, despertando em nossas vidas, de forma ordenada, movimento e direção. 

Ponto de força: Os caminhos, as campinas, os espaços abertos e as pedreiras. 

Saudação: Jetuá, Boiadeiro! 

Cor: Azul escuro e amarelo. Em algumas Casas também o marrom e/ou o roxo. 

Elementos de trabalho: Berrante, couro, laço, cabaça, terra, pedras, semente olho de boi, anis estrelado, corda, chifres, chicotes, pembas. 

Ervas: Folhas de bambu, arruda, eucalipto, peregum, quebra-demanda, espada de São Jorge, lança de Ogum, espada de Santa Bárbara, pinhão roxo, casca de alho, casca de cebola, canela, anis estrelado, cravo, folhas de limão e de laranjeira, folhas de café e de fumo (tabaco). 

Fumo/defumação: Cigarro de palha, fumo de corda, charuto. 

Incenso: Benjoim, anis estrelado, cravo, canela, arruda, eucalipto. 

Pedras: Hematita, Granada, Turmalina Preta, Ônix Preto. Também e especialmente as Drusas de Cristal e as Drusas de Ametista. As drusas são agrupamentos de várias pontas em uma única base. Elas trabalham a união e o agrupamento de pessoas ou de objetivos e limpam o ambiente. (Fonte quanto às Drusas: “Os cristais e os Orixás”, Angélica Lisanty, Madras Editora, 2008, página 84.) 

Frutos: Abacaxi, carambola, limão, laranja, uva, banana, açaí, frutas de casca amarela ou vermelha, as frutas ácidas em geral, abóbora, cará, mandioca. 

Flores: Cravos vermelhos, rosas vermelhas e amarelas, flores vermelhas e amarelas em geral. 

Bebidas: Suco de frutas ácidas; vinho tinto seco; vinho branco; aguardente com pedaços de canela; água de coco; cerveja clara; conhaque; café com canela; vinho tinto doce ligeiramente aferventado com folhas frescas de eucalipto; vinho tinto doce fervido com pedacinhos de gengibre. 

Resina: Benjoim (serve apenas para defumações, e NÃO para banhos). 

Oferenda: Frutas, ervas (inclusive dos Orixás Ogum, Oyá-Tempo e Yansã), bebidas, pedras, velas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.