Follow by Email

terça-feira, 20 de novembro de 2012

COLETÂNEA OXÓSSI NA UMBANDA - CABOCLO ARRANCA TOCO

Motumbá queridos (as) irmãos (ãs), de nosso BLOG OLHOS DE OXALÁ. Bom dia!

Estamos nesta manha voltados a aprofundarmos um pouco mais nas histórias dos CABOCLOS, que se destacam dentro da linha de OXÓSSI NA UMBANDA. Como vimos onde através das introduções sobre este assunto de forma generalizada, hoje, vamos procurar dar continuidade de forma mais especifica. 

Um dos pontos mais importante nestas postagens é o fato de sabermos que este assunto não havia sido abordado no mês de MAIO, quando decidimos falar sobre OXÓSSI. O que de fato nos motiva a adentrarmos mais nesta questão devido sua estreita ligação, seja na UMBANDA como também no CANDOMBLÉ, com as realidades indígenas, bem como tudo que se refere à folhas e o que se volta aos segredos das matas em si.

Então desta forma vamos nos adentrando no vasto conhecimento dos nossos CABOCLOS de uma forma prática e especifica, claro que não vamos falar de todos; pois são inúmeros os que atuam na linha de OXÓSSI NA UMBANDA SAGRADA, mas pelo menos os mais significativos vamos abordar.

Falar de CABOCLOS é uma coisa extensa e complexa, pois sua maioria, ou até mesmo nos arriscamos a dizer, sua totalidade, vêem na radiação de outros ORIXÁS. Isto ocorre devido a estrita ligação que todos carregam em suas coroas ou em seus enrredos. 

CABOCLO ARRANCA TOCO


Para falarmos do CABOCLO ARRANCA TOCO, devemos ter ciência de sua ligação com OMULU. É um caboclo que atua normalmente na linha de OXÓSSI, principalmente quando o médium na realidade do CANDOMBLÉ tem ligação com OXÓSSI DANA DANA, pelo fato desta qualidade especifica em questão ter seus fundamentos ligados a OMULU. Vamos entender melhor:

Seu Arranca Toco é um caboclo muito conhecido mas alguns desconhecem sua origem, este guia é o chefe da falange dos Caboclos de Obaluaye (Omulu), esses caboclos são raros, pois são espíritos dos antigos "bruxos" das tribos indígenas. 


São perigosos, por isso só filhos de Omulu de primeira coroa possuem esses caboclos. Sua incorporação parece um Preto-velho, locomovem-se apoiados em cajados. Movimentam-se pouco. Fazem trabalhos de magia, para vários fins. Quando incorporados por pessoas de OXÓSSI, os mesmos já passam a ser mais rápidos e eretos.

A história conhecida deste caboclo é que foi um feiticeiro e que ajudava muito sua tribo ensinando o poder das ervas. 

O seu modo de agir em terra é parecido com os Exús. Não são de falar muito preferindo efetuar seu principal trabalho que é transformar energias negativas em boas, espiritualmente os caboclos desta falange são grandes pajés e feiticeiros e tem um grande conhecimento de ervas. O principal subordinado do Caboclo Arranca Toco é o Caboclo Araúna que também trabalha na linha de Obaluaye. 

Outros caboclos desta linha são: Caboclo Jacuri, Jariuna, Caramuru, Bugre, Iucatan, Pena Roxa, Pena Preta, Caboclo Roxo, Uiratan, Pantera Negra, Jaguariuna, Bauru.

O sufixo "Una" quer dizer "Negra" em tupi sendo assim todo caboclo que usar isto no nome tem ligação com Obaluaye.

6 comentários:

  1. boa noite, primeiramente que mistura de religiões desde qd o candomblé trabalha assim ???.candomblé tem apenas orixá e se tem mais q isso n é candomblé,,,,,agora falando da minha Umbanda pura e linda e do sr arranca toco nossa nada haver nem a descrição nem é perigoso nem se porta como preto velho é um guerreiro forte e valente q me deu a honra de ser seu aparelho e sou de ogum, agora pegun tem a outro caboclo não copiem e colem o q vcs veem na internet

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filho de ogum com yansã carregaria caboclo arranca toco, eh da mesma,linha?

      Excluir
  2. boa noite , desculpa discordar do irmão acima , mas a descrição esta perfeita com a entidade arranca toco que recebo a pouco tempo e nao sou filho de omulu , mas vem para realmente levar as energias negativas de nosso terreiro

    ResponderExcluir
  3. O Filho do Trovão!

    Esse índio da Tribo dos Peles Vermelhas da Amazônia, os Bororos, nasceu em 1625, no meio da Mata Virgem. E, desde pequeno, sua história começou a ser escrita diferente dos demais. Ele sempre foi o mais alto e o mais forte de sua tribo. Ele crescia muito rápido e adquiria fortes músculos. Gostava de arrancar tubérculos com sua mãe e de retirar todos os tocos de árvores que encontrasse pelo caminho. Os índios sempre comentavam: "Ele é mesmo o Filho do Trovão!" E, quando ele chegava, carregado de raízes, diziam: "O Arranca-toco arrancou todos os tocos do caminho!"
    Nas disputas corpo a corpo entre os índios guerreiros da tribo, ele era sempre o mais forte! E muitos temiam enfrentá-lo, pois sabiam que sairiam perdedores. Quando ele saía pela floresta para caçar, sempre trazia um javali sobre um dos ombros e um jacaré sobre o outro. Seus pais tinham muito orgulho de ter um filho tão forte! O cacique logo o nomeou o guerreiro sagrado da tribo, aquele responsável por todas as batalhas e comandante em qualquer ataque.
    A índia que lhe foi prometida temia pelo seu tamanho, mas ele ajudava com delicadeza as índias de sua aldeia e era admirado por elas. Mas, ele não casou... Com idade jovem ainda foi encontrado morto nas matas sem causa ou explicação, sentado abaixo da árvore mais alta. O pajé disse que Tupã o levou de volta aos céus onde era sua morada, pois ele não pertencia ao Povo da Terra.

    ResponderExcluir
  4. Ba distorcendo informação na cabeça das pessoas Ignorem esse papao de orixas que colcaram aqui

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar que seria um caboclo de Xangô e Oxóssi. Fiquei confusa com o texto.

    ResponderExcluir

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.