Follow by Email

segunda-feira, 26 de março de 2012

AS DEVOÇÕES PARTICULARES SÃO CORRETAS?

Hoje, estou aqui levado por uma forte intuição de meditar sobre as diversas formas de devoções voltadas aos nossos Orixás, formas de dar o nosso melhor. Onde através deles podemos louvar e exaltar essas energias provenientes da natureza. 

Muitas vezes ficamos pensando se o fato de fazer uma comida bem feita a um determinado Orixá em oferenda pode nos ajudar em algo. Bom, vou ser sincero, a partir do momento em que surge em nossos corações a vontade própria de fazer uma comida destinada a um Santo (orixá) ou uma entidade. Já é um contato do seu lado espiritual com o grande cosmos que nos envolve.

Sentir a vontade de fazer, sem pensar muito em motivos ou pedidos a serem feitos. A compra dos ingredientes e materiais, a própria confecção em si já é um grande louvor. Pois estamos desprendendo parte de nós mesmos, parte de nosso tempo, tirando até uma parte financeira para confeccionar um bom prato já é um agrado. 

Aprendi que tudo tem de ser feito com amor e isso os ORIXÁS vêem muito, pois conhecem nossas intenções. Podemos nem saber direito os ritos para se fazer algo que agrade um Orixá em questão ou até uma entidade. Mas se sabemos que vamos fazer de coração é a porta aberta para eles verem isso com o coração. Desde uma vela acesa, o colocar uma roupa branca para fazer um agradinho. Elaborar a idéia. Podem ter certeza que isso, será muito levado em conta. 

Vejam através destas pequenas fotos alguns exemplos de entrega, de vontade, de devoção para os Orixás: 


Uma quitanda pra Ogum

Um bolo para Oxum

Um Balaio para Oxóssi ou para Caboclos
 

Uma feijoada beneficente para Ogum

São exatamente coisas assim que nos animam, que nos fazem tornar mais humanos e mais próximos das emanações boas de nossos amigos Orixás. As vezes, o simples gesto de caridade com um irmão necessitado é muito mais visto por seus olhos espirituais, que muitas vezes perder horas e dinheiro firmando velas desnecessariamente com o coração cheio de mágoas e ressentimentos. 

Não digo que ascender velas, seja errado, eu mesmo todo os dias acendo uma velinha pra meu Ogum, outra para Oxaguian, sem esquecer nunca das minhas devoções para Oxum, Yemanjá e Iansã. Mas saber perdoar tem um peso muito grande nessa hora. 

Vamos pensar nisso com carinho, assim como fui levado a pensar hoje pela manhã. Vamos deixar que o coração fale mais alto e que lá no fundo possamos ter a ousadia de fazer um agrado sem nos preocupar com os ditos daqueles que nos rodeiam. Mas que façamos tudo voltado aos Orixás de bom coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.