Follow by Email

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

COLETÂNEA LOGUN-EDÉ - CARACTERÍSTICAS DOS SEUS FILHOS


Logum-Edé é o orixá filho de Oxóssi e Oxum, essa filiação faz com que os nascidos com essa regência tenham características bem próximas a esses dois orixás, porém, num grau menor do que naqueles cujos pais são os mesmos.

Nas características de Oxum, ou seja, narcisismo, vaidade, gosto pelo luxo, sensualidade, beleza, charme, elegância. Tem também características em comum com Oxóssi, ou seja, beleza, vaidade, cautela, objetividade e segurança. 

No entanto, há características de Logun Edé que não pertencem nem a Oxum nem a Oxóssi. Na verdade, ele reúne o arquétipo de ambos, mas de forma superficial. Cauteloso, objetivo e sincero (marcas de Oxóssi), está sempre procurando ajudar alguém, seja com atos ou palavras, é sempre um ombro amigo.

A superficialidade é a marca dos filhos de Logun Edé, porque eles, ao contrário dos filhos de Oxóssi e de Oxum não têm certeza do que são nem do que querem, tornando-os superficiais e nunca tem absoluta certeza do que deseja mudando suas opiniões a cada estação. As qualidades de Oxum e de Oxóssi amenizam-se em Logun Edé, mas, em compensação, os defeitos são exacerbados. Dessa forma, os filhos de Logun Edé são extremamente soberbos arrogantes e prepotentes. 

É belo, e tem consciência disso. Vaidoso, sensual, charmoso e elegante (marcas de Oxum), transita com a mesma naturalidade nos mais diversos ambientes, vai da favela à alta sociedade, fazendo amizades com uma facilidade incrível, pois sua alegria e eterno bom astral cativam a todos.

Tem imenso interesse em aprender e viver novas experiências, no entanto está sempre agindo por impulso o que o leva a embarcar em muitas “canoas furadas”. Eterno curioso não descansa enquanto não solucionar um problema ou descobrir um segredo, nisso pode se tornar um perigo já que capta com facilidade o intimo das pessoas.

Mas algo não se pode negar: os filhos de Logun Edé são bonitos e possuem olho-de-gato, algo que atrai e repele ao mesmo tempo. São mandões, os donos da verdade, os mais belos, cujo ego não cabe em si. Melhor não lhes fazer elogios em sua presença, a não ser que queira ver sua imensa cauda de pavão abrindo-se em leque. Quando têm consciência de que conseguem controlar os seus defeitos, os filhos de Logun Edé tornam-se pessoas muito agradáveis. 

Os filhos de Logun Odé não andam! Pairam sobre o ar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.