Follow by Email

terça-feira, 7 de maio de 2013

OLHOS DE OXALA - PALAVRAS DE PEDRO MANUEL T'OGUM

Motumbá para quem é de motumbá, Saravá para quem é de saravá, Kolofé para quem é de Kolofé, mojubá para quem é de mojubá. Bom dia!!!

Sei que inúmeras perguntas estão se passando com toda certeza, na cabeça de todos vocês que já ganharam o hábito de vir aqui todos os dias buscar alimento. Alimento este, seja para aprendizado, para crescimento, para até mesmo passar o tempo. E por inúmeras vezes não tem encontrado aquela novidade que talvez fosse desejada.

Pois é meus irmãos (ãs) de fato estamos em falha com todos vocês. Mas como não poderia deixar de ser aqui somos um corpo. Um corpo que responde a tudo que nosso COORDENADOR nos solicita. Claro que ultimamente com a correria das responsabilidades que estão aumentando ainda mais. Seja a nível profissional, mas no âmbito espiritual também.

Bom a mudança de Axé, foi de fato mais uma mudança que se tornou necessária e que para todos nós já tem produzido frutos 100 por 1. Não saímos de nossa raiz, Asé Oxumarê,  da nação Ketu. Mas mudamos de casa de Asé. Pois nestas idas e vindas, se não tivéssemos nossos olhos muito bem abertos, teríamos caído sim em mãos mau intencionadas para dar o andamento de nosso lado espiritual. 

Por sorte, encontrei na pessoa da Yalorixá Bárbara de Oyá, filha carnal de Pai Kilombo, que veio de nação Angola e que hoje também faz parte da nação Ketu. Esta mesma Yalorisá, navalha de meu eterno amigo e grande pessoa a quem muito admiro Babalorixá Kabila de Odé. E que hoje, da suas obrigações com Babalorixá Carlito de Oxumarê. 

Em suas mãos não somente tenho revisto o que vem a ser o verdadeiro Candomblé, com tradição, respeito, humildade e claro muito, mas muito zelo. Mas como respeitosamente falo a quem quizer ouvir, estou indo pelos ventos de Oyá. Pois de fato, a partir do momento que adentrei no interior do Ilê Asé Jagum, muita coisa de fato que havia se perdido por gestos, atitudes e até grandes magoas com pessoas do Candomblé, que muito amo, hoje se tornam recuperadas ou em estágio de recuperação. 

Não foi fácil minha gente ser criado por muitos anos por Yalorixá Carmem de Oxum, a quem eu amo de paixão e respeito com grande saudade sua ausência neste plano espíritual. E ver que aquele respeito, dedicação, que esta mulher procurou sempre me passar. Foi de fato perdido pelo tempo, pois hoje não se encontra facilmente pessoas que levam a religião do jeito que era antigamente, quando eu ainda tinha 11 anos e tudo começou. Uma longa caminhada de vivência e aprendizado.

Atualmente com 41 anos na cara, dito popular. Mas graças a Deus, sem nenhuma ruga. Encontrei nesta Yalorisá, tudo que eu encontrava na mesma mulher que muito me ensinou. Mesmo tendo buscado minha caminhada em outras casas após o falecimento de Mãe Carmem de Oxum, Vila Sônia, Zona Oeste de São Paulo, hoje posso de fato retornar a minha caminhada em solo firme.

Não tenho vergonha alguma em falar que andei em muitas casas sim até que  Baba My Ogum e Baba My Oxaguiãn tomassem esta decisão. Vi muita coisa certa, como vi muita coisa errada também. Afinal todos somos humanos e todos erramos, pois nesta vida, perfeito só Deus e abaixo dele nossos amados ORIXÁS. 

Crei vínculos de amizade que hoje não tenho pretensão alguma de esqueçer. Fiz laços de coleguismo e até de aprendizado. Mas com tudo isto, minha vida esta de fato levada pelos ventos de Oyá. 

A correria é grande pois as lembrancinhas estão vindo a cada dia, de forma maior. Pessoas mais velhas no santo, solicitando nossa ajuda com estas lembranças para de fato, em certo ponto, comemorarmos juntos 3 e 7 anos e olha que ainda tem gente com mais idade já solicitando nosso serviço. 

Eventos sendo realizados e em todos somos convidados para poder partilhar as lutas de nosso povo. Mas que infelizmente ainda não pudemos estar presentes. Não por que não queremos. Mas por obediência, pois como posso me fazer presente e ter minha espiritualidade atrasada. Primeiro sou de corrigir o que me falta para depois poder assumir o que me solicitam.

E com isso agora dia 21/05, pelas mãos da Yalorisá Bárbara de Oyá. Estarei dando seguimento na minha caminhada espiritual como se deve de fato. Anos de luta que a cada dia que esta se passando vejo esta vitória se concretizando. Em Outubro, outra vitória acontecerá, onde Fernando T'Oxaguian também vai poder dar andamento com sua obrigação de 1 ano, e finalmente dar a OXUM aquilo que lhe é por direito e que por mãos erradas foi lhe tirado. Uma verdadeira luta que se travou mas que aos poucos esta sendo vencida.

Por estas e outras meus amados amigos, amigas, seguidores, visitantes é que temos falhado com vocês quanto às novas postagens. Mas de acordo com a ventania de Oyá, vamos recuperar tudo isso. 

Obrigado pela atenção e por sua presença constante aqui. 

Pedro Manuel T' Ogum. 

Um comentário:

  1. Bom dia, meu irmão amigo, estou com muitas saudades de vc quase não tenho entrado no orkut, por conta de não ter tido muito tempo, e qd tenho tempo vou ao face, pq a maioria das pessoas so estão no face e muitos gosto de conversar. No momento estou tomando conta do meu netinho de 4 anos. Se vc tiver face e puder me add, o meu é BETHJV0853@GMAIL.COM Vou ficar muito feliz, hoje acordei e lembrei de vc, bateu uma saudade muito grande, espero que tudo esteja bem contigo. Mesmo virtual, te amo muito, da sempre irmã amiga.

    ResponderExcluir

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.