Follow by Email

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

COLETÂNEA OXÓSSI - CONHECENDO OTIN


Otin - Orixá da caça. Filha de Enrilé. Alguns dizem ser esposa de Oxóssi (ou irmã), e que o acompanha pelas matas caçando. Defende tanto o caçador,quanto a caça. Andei pesquisando sobre este Orixá, e descobri que é cultuado no Batuque como Orixá feminino. 

No candomblé (Nação ketu) existem qualidades de Orixás. 

É caçadora, arisca, e que dizem não incorporar (Batuque). Também achei esta informação: Otim foi criada pela imaginação de Odé , pois era muito sozinho. Ele imaginou tanto e com tanta vontade uma companheira, que Otim apareceu para ele, sendo o único Orixá que não esteve viva na Terra. 

A função de Otim é levar água para os Orixás. Aparentemente, Otim (Orixá) é um Orixá feminino, ligada a Oxóssi, Ossaim, Oxum, Yemanjá, Ogum, dentre outros. 

Orixá da caça, das presas, da floresta, aparentemente também tem domínio sobre as águas. É representada carregando uma jarra na cabeça, pois é ligada também a agricultura. 

Odé Otin, qualidade de Oxóssi - Um Oxóssi azul. Usa capanga e lança. Vive no mato a caçar. Come toda espécie de caça mas gosta muito de búfalo.

Qualidades  

São Poucas as qualidades deste orixá, até mesmo pela cultura deste ter se perdido. São Elas: 


Otin Obá Lè - Caminhos com Orixá Xangô;


Otin Là Mirò - Caminhos Com Orixá Oxum;


Otin Mawá - Caminhos com Orixa Odé Erinlé;

História 

Otin usa capanga e lança e vive no mato a caçar. Come toda espécie de caça assim como Odé: pássaros, coelhos etc. Mas aprecia mesmo é o porco. 

Otim é uma Iyabá que possui quatro seios. Ao se casar com Oxossi pede para que ele não conte esse segredo a ninguém. As esposas de Oxossi enciumadas embriagam-no e ele acaba por contar o segredo de Otim. Apavorada Otim foge e se afoga no rio de seu pai Erinlé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.