Follow by Email

quarta-feira, 18 de abril de 2012

CONHECENDO OGUM MEGÊ

OGUM MEGÊ NA UMBANDA

“O seu cavalo corre, em ninguém ver, ô salve as sete espadas de Ogum Megê”.



Essa qualidade de Ogum de Umbanda é muito invocada para resolver casos de feitiçaria e outros trabalhos mais pesados, principalmente os que envolvem a Calunga Pequena, ou cemitério.

Esse Orixá anda geralmente nas encruzilhadas e estradas que dão aceso ao campo santo, e sua força se une com a de Omulú, o grande guardião das almas e de sua morada. Grande guerreiro, sempre está atento para o que se passa dentro dos cemitérios, sendo importante que; antes de fazermos qualquer obrigação neste local, levemos presente para ele.

Ogum Megê, assim como os demais Oguns, é um protetor fiel, e sempre que por ele chamamos, encontramos pronto atendimento às nossas súplicas.

Com seu cavalo, este Ogum ronda os cemitérios sempre e nada podemos fazer sem sua devida autorização. Era comum os umbandistas mais antigos, levarem para ele, cerveja, velas, ou outro tipo de oferenda para que ele autorizasse aos exús daquele lugar, que viessem atender a um chamado sempre que deles precisassem.

Usa as cores vermelha e branca, assim como a grade maioria dos Oguns de Umbanda, fuma cigarro ou charuto e quando incorporado, bebe de forma moderada a cerveja branca.

Ao invocarmos algum exú de cemitério para nos ajudar em alguma situação, o Sr. Ogum Megê, vem imediatamente até as proximidades do portão e pergunta a que lugar vai aquele exú, e se ele não foi devidamente homenageado, pode impedir que aquele exú venha trabalhar, e essa é a causa de alguns trabalhos de cemitério não renderem resultados satisfatórios.

Dentro da quimbanda, assim como os demais Oguns, Megê se encarrega de supervisionar os trabalhos que são realizados e se por ventura algo de muito errado for feito, ele imediatamente comunicará às esferas superiores e se dará assim, o início da cobrança daquele ato, primeiramente para o exú e posteriormente para a pessoa que solicitou o trabalho.

Recebe velas brancas, vermelhas e brancas e sempre ao redor dos cemitérios, também costuma receber cerveja branca e algumas pessoas costumam colocar farofa para o mesmo.

Sérgio Silveira, Tatetú N’Inkisi: Odé Mutaloiá.

OGUM MEGÊ NO CANDOMBLÉ


Era um terrível guerreiro que brigava sem cessar contra os reinos vizinhos. Dessas expedições ele trazia sempre um rico espólio e numerosos escravos. Nascido na cidade de IFÉ e nela cultuado,pois veio na corte de ÒRÚNMÌLÀ em sua chegada a terra.

É considerado filho de YEMONJA e outras vezes de ODÙDUWÀ e, em ambos, seu pai é ÒRISÀNLÁ.

ÒGÚN caça e inventa armas. Deve-se ter sempre a seus pés uma cabaça virada, pois se êle chegar e não encontra-la, fica nervoso. O fogo e o sangue simbolizam a raiva e o desejo de guerrear. Êle teve várias esposas: ÒSUN, OBÁ e OYA, mas a mais importante foi ELESY ÒSUN ORIY, aquela que pintava sua cabeça com pós brancos e vermelhos. Por onde passava conquistava aldeias, cidades, era aclamado e recebia vários nomes: ÒGÚN BENIN, ÒGÚN DAYO, ÒGÚN FENÁN, ÒGÚN KAUANÁ; não são qualidades e sim títulos. Seu principal alimento é o IXÙ ( inhame ) .

ÒGÚN é assentado, geralmente, do lado de fora. Gosta de ficar rodeado de árvores, como YIOBÉ, peregun, sua árvore de maior fundamento, e YIZIEEOU, pé de jaca. Mulher não deve chegar perto.

Sua saudação: ÒGÚN YÈ, PÀTÀKÌ ORÍ ÒRÌSÀ, quer dizer: Salve OGUN, Oricha importante para a cabeça.

Seria o mais velho, a raiz de todos. É um ÒGÚN completo. Come nos cemitérios. Soleteirão, ranzinza e muito sanguinário. Suas cores são o verde claro e o vermelho claro.



OBS: OGUM MEGÊ NESTE VÍDEO É DO RAPAZ QUE ESTA COM ROUPA VERDE CLARA PARA NÃO SE CONFUNDIR COM AS OUTRAS QUALIDADES PRESENTES. 

27 comentários:

  1. eu amo de mais o meu orixá o pai a o santo da minha cabeça. eu o venero

    ResponderExcluir
  2. Meu Orixá é Ogum Meji no Candomblé Ketu mas não usa verde claro e nem vermelho claro como citados aqui suas cores e sim um Azul Royal Escuro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo cada um cada orixá tem seu Aché e seu segredo no que usa e como trabalha nem todos são iguais ou os mesmo

      Excluir
  3. Respostas
    1. esse e o orixa da minha vida meu pai querido dono da minha vida

      Excluir
  4. Ogum de umbanda?
    Isso eh o que vcs falam, mas meu pai eh de candomblé, de culto aos orixás. Basta lerem Pierre Verger. Eu hein, cada uma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com quase tudo aqui postado. Ogum é de candomblé e segundo vc nada tem a ver com a umbanda. E se vc é feita de Ogum vc não vira em povo de rua que são de umbanda? A energia pode ser diferente. Mas quem pode dizer que está errado? Eu? Vc? (...) Pierre Verger estudou a fundo a religião denominada CANDOMBLÉ, concordo e não critico. Não sou umbandista e não estou tomando as dores de ninguém. Embora eu conheça minimamente a umbanda, não sou seguidora. Sou candomblecista. Sou feita de Obaluaiyê... catulada, raspada e adoxada por uma iyalorisá de Ogum, minha navalha. E apesar dos anos vividos no candomblé te digo com toda a certeza... Não existe o certo ou errado, apenas o diferente. Ogum, como todos os orixá são feitos de formas diferentes mesmo sendo de uma mesma nação, asè. E mesmo sendo de determinada qualidade, o caminho pode ser distinto. Não é pq um vai pela direita que todos vão pelo mesmo caminho. Ogum com Yemanjá é um, com Oxum é outro e por aí vai. Vc aprendeu o que o teu pai te ensinou, se deu certo continue. Cada pessoa tem sua forma de cultuar o sagrado. Se te levantou está ótimo. Se a tua vida afundou é preciso rever o conceito. O candomblé não é uma bola. A religião é como números... vc poderia viver 1000 anos que não aprenderia tudo. Cada dia é um dia diferente. Pense nisso!

      Excluir
  5. Ogum de umbanda?
    Isso eh o que vcs falam, mas meu pai eh de candomblé, de culto aos orixás. Basta lerem Pierre Verger. Eu hein, cada uma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parece os evangelicos questionando kkkkkkkkkkkkk todos estão certos moça, so vc reparar

      Excluir
    2. parece os evangelicos questionando kkkkkkkkkkkkk todos estão certos moça, so vc reparar

      Excluir
    3. Pois é, também não entendi o questionamento da moça... como se umbanda não fosse culto aos mesmos orixás...

      Excluir
    4. píerre verger estudou a fundo os orixas na africa. Linda estamos no brasil kkkkkk

      Excluir
  6. Meu ogun acho que o mege.meu exu tranca rua dasalmas

    ResponderExcluir
  7. Ogum mege sempre salvando demandas daqueles q realmente correm atrás. faz por merecer q ele fará valer a pena

    ResponderExcluir
  8. Meu pai em todas as linhas... Grande pai... obrigado pela postagem...

    ResponderExcluir
  9. Meu pai em todas as linhas... Grande pai... obrigado pela postagem...

    ResponderExcluir
  10. Meu pai em todas as linhas... Grande pai... obrigado pela postagem...

    ResponderExcluir
  11. Prezados irmãos;
    Acompanho a colocação de todos que neste artigo somam em conhecimento. Todavia, devemos separar determinados fundamentos ou seja, Ogum Megê de Umbanda branca é assentado dentro de um Pegê, isto é, dentro de casa e somente com mieró/ervas e outros materiais. Ogum Megê de umbanda cruzada também. Todavia com corte/axorô. Ogum Megê das Almas é assentado na rua, no pátio. Dependendo de cada caso, acima dos exus de fundo ou em casinha/local separado. Ogum Megê Orixá pelo próprio nome já diz... Orixá. O assentamento depende de cada linha que está sendo orientada pelo responsável e o mundo espiritual. Importante dizer que o que é para uma pessoa não significa ser para todos. Motivo pelo qual, cada pessoa é um templo espiritual com sua missão nesta escola chamada terra. Forte abraço a todos.. Luís Correia de Xangô Kamuka/Caboclo Ubirajara Peito de Aço e Exú Porteira das Almas.

    ResponderExcluir
  12. SALVE OGUM NOSSO GENERAL DA UMBANDA!!! OGUM YÊ!!!

    ResponderExcluir
  13. Sou filha der Ogum e Iansã com mto orgulho....Patakori....Eparrey..

    ResponderExcluir
  14. POIS É,MINHA QUERIDA IRMÃ INGRID,ÁS VEZES AS PESSOAS FICAM ALIENADAS AOS RITOS,E ESQUECE DO CONTEÚDO PRINCIPAL QUE É A FORÇA E ENERGIA DO ORIXÁ DO MÉDIUM,SENDO DE UMBANDA OU CANDOMBLÉ,NÃO ESQUEÇA DAS BENZEDEIRAS,PARTEIRAS,REZADORES E MANDINGUEIROS QUE NASCEM COM ESSE DOM QUE TAMBÉM É MEDIUNIDADE,OS MÉDIUNS DE TRASPORTE POR EXEMPLO,EU NUNCA VÍ NO CANDOMBLÉ.NA VERDADE TEM PESSOAS QUE NÃO PRECISAM DE NENHUM PROCEDIMENTO OU RITO,SABE PORQUE? É PORQUE JÁ NASCEM FEITAS E NÃO PRECISAM QUE ALGUÉM PLANTE UM "SANTO" EM SUA CABEÇA,POIS ELE JÁ NASCEU COM A PESSOA E A ORIENTA DIRETAMENTE SEM PRECISAR DE INTERMEDIÁRIOS.MUITAS PESSOAS,BABÁS,YALORIXÁS ETC.CARREGAM A PRETENÇÃO DE QUE DÃO ORDENS À UM SANTO,EU NÃO ACREDITO QUE UMA PESSOA TENHA PODER PARA DETERMINAR O QUE UM ESPÍRITO DEVE FAZER,SENDO ELA FEITA OU NÃO,ENTÃO EU DIGO QUE MAIS IMPORTANTE QUE QUALQUER RITO OU PROCEDIMENTO É A FORÇA QUE O SANTO DE CADA UM TEM PARA REALIZAR SEUS TRABALHOS,CUJA META PRINCIPAL É A CARIDADE.

    ResponderExcluir

Gostou desta postagem? Deixe aqui seu comentário, sugestão, critica a fim de melhorar nossos serviços.